domingo, outubro 16, 2005

TENHO INVEJA

das pessoas que têm sempre a casa impecavelmente arrumada e limpa, como se ninguém habitasse dentro das quatro paredes, ou como se quem lá habitasse não fosse feito de carne e osso mas sim de uma matéria translúcida e algo volátil, de forma a não deixar rasto nem sinal nem cheiro.

É que eu não consigo. Dou a mão à palmatória: sou péssima dona de casa, péssima organizadora do meu espaço, péssima malabarista do tempo. E o pior é que detesto viver no meio da confusão e da desarrumação. É verdade, já a minha avó contava que eu, em pequenina, lhe confessara que não gostava nada de ver as "casas à baralhada!".

Admito: se calhar passo demasiado tempo aqui em frente desta máquina em lugar de estar na cozinha a limpar ou no quarto a dobrar meias ou a engomar roupa ou a aspirar, enfim, a cuidar da casa. Mas também, que raio, será que não tenho direito ao meu vício? Já que não tenho mais nenhum? E depois o tempo que passo entre tachos e panelas e fogão e lava-loiça já é mais que suficiente! Isto para não falar dos quilos de roupa para lavar e das camas para fazer (que na maioria das veze não são feitas) e desta puta desta alcatifa que dá um trabalhão a aspirar! (E que na maioria das vezes está cheia de migalhas de pão e de bolachas e de outras coisas inomináveis...)

O que querem que vos faça? Tenho dois diabos em casa, ou melhor, três, e se pensar bem até são quatro, a contar comigo! E deixem-me que vos diga uma coisa: fazem-me impressão aquelas mulheres que têm filhos e fazem todo o trabalho de casa sem a ajuda do marido e mesmo assim conseguem ter sempre a casa impecável. Fazem-me impressão e morro de inveja delas (não do trabalhão que têm, nem do facto de ninguém as ajudar, mas sim do facto de, apesar de tudo, conseguirem!)

Eu gostava de conseguir, palavra. Gostava de me levantar todos os dias, fresca e bem disposta, fazer o pequeno almoço para os gaiatos, ir levar o mais velho à escola, fazer o almoço para mim e para o mais novo, dar-lhe o almoço, lavar a loiça, arrumar a cozinha e fazer as camas e dar uma aspiradela na casa, pôr roupa a lavar, engomar algumas camisolas e calças e dobrar meias e arrumar tudo nos seus devidos lugares, sentar-me ao computador e divagar sobre qualquer tema que me apetecesse, ir buscar o mais velho à escola, ir com eles um bocadinho ao parque, vir para casa e dar-lhes o lanche, fazer o jantar, dar-lhes o jantar, lavar a loiça e arrumar a cozinha, passar mais umas camisas a ferro, dobrar mais umas meias, pô-los na cama, contar-lhes uma estória e ainda ter tempo para fazer o que me apetecesse até à meia noite.

E ficar maluca ao fim da primeira semana? É que o que descrevi é mais ou menos a minha vida diária, excepto o passar a ferro (já comprámos a tábua e já adaptámos o ferro mas ainda não me aventurei, por enquanto usamos mesmo as roupas au naturel), dobrar meias (que é coisa com que nunca atinei) e a aspiradela diária na casa. E claro que a loiça quase nunca é lavada logo a seguir às refeições. E raramente faço as camas. E à noite, depois da estória, é quase certo que adormeço de cansaço, deitada entre as camas deles.

E depois há dias de sol, como o de hoje, e a gente fica a pensar: vamos passar o domingo a aspirar e a lavar e a esfregar, para depois quando tudo estiver a brilhar já ser de noite? Não, vamos mas é sair, que os miúdos precisam de apanhar vento na cara e correr e brincar! E depois logo se vê. Cá ficam as migalhas de pão e bolachas a criar mofo nas alcatifas... (nem tanto, até se consegue dar uma aspiradela rapidinha antes de sairmos!)

Mas que as invejo, invejo. Embora saiba que nunca serei capaz de ser assim, e cá no fundo, fique a sentir que ainda bem que não sou.

10 comentários:

um estranho disse...

Mas não devias, ter inveja.
Aposto que és bem mais descontraida, menos stressante e te estás a borrifar para as migalhas se houver um bom filme na tv ou um plano para um passeio de repente.

Eu sou muito organizada. Sério. Há coisas que tento manter em ordem: a saude da B. e da nossa, a alimentação, as coisas essenciais "limpas" (acho que sabes a que me refiro).

de resto: ESTOU-ME NAS TINTAS!

Beijinho grande e longicuo mas a apontar para o teu coração !!!

e relaxa, ninguem é mais feliz do que nós, que temos tempo para as coisas que sao realmente importantes!

papu disse...

As tuas palavras são um bálsamo! :)
A sério, é que às vezes sinto-me mesmo anormal, mas depois penso: 'péra aí! Quem é anormal é mas é quem só se preocupa com a limpeza e depois não tem tempo para mais nada!!!

Mas que quando entro numa casa toda arrumadinha e limpinha me fico a roer, isso fico. Principalmente se vejo que ainda há tempo para ir ao parque com os miúdos e tudo o mais. Mas a verdade é que quando é assim não há tempo para tudo. Não há super mulheres, bolas! (embora às vezes a gente se arme em...)

Beijinhos

O meu Blog! disse...

Porra que já andamos a ter muitas coisas em comum. Já me estás a fazer cá confusão nesta cabecinha limitada!! Temos as mesmas experiências fora de casa e pelos vistos DENTRO TAMBÉM. Se há coisa q sou é péssima dona de casa. Ainda hoje, tinha TANTA coisa por fazer, roupa por passar, e o dia acabou, e continua tudo exactamente na mesma. Por fazer. Não fiz nada. Rien. Nestum. (há tanto tempo q não dizia isto, nestum!!)
Quando entro em casa das outras pessoas é rara aquela q não está super arrumada, imaculada. Só penso se serão como eu q só quando sei q vou ter visitas é q ando feita maluca a arrumar tudo e a lavar a correr.
Só o meu banhinho e dos piquenos, esse é q é sagrado e diário...por outras limpezas...confesso...às vezes só de semana a semana, e.....
Bem...mas como a "outra" senhora diz: não há coincidências, e nós já andamos a ter muitas!! (tb confesso q não vou nada com esta senhora...she's not my cup of tea! lembras-te? :)

Uma beijoca e boas limpezas!
Ana

papu disse...

Pelos vistos somos mesmo iguais! ;) Eu quando vem alguém cá a casa começo a olhar para o chão atulhado de brinquedos e de porcarias várias e toca a gritar: "Tudo a arrumar esta pocilga já imediatamente agora NOW!!!" (Porque se não for assim eles deixam-se estar na mesma posição em que estavam como se eu não tivesse dito nada! Às vezes nem com estes gritos, parecem múmias paralíticas, os estafermos! :DD

E depois há outro problema: é que eu já sou desarrumada e desorganizada, mas então o meu marido é 20 vezes pior! É do género, chega o correio, e vai-se acumulando (em cima dos sofás, em cima da impressora, no chão, porque a verdade é que não temos quase prateleiras nem sítios de arrumação, ainda!), revistas e jornais, ´papéis e papeizinhos, vão formando montanhas pelos cantos, até que chega o dia em que me dá a fúria e passo-me e então arrumamos tudo, pomos o lixo no lixo e pronto, respiramos até à próxima empreitada! :))

O meu Blog! disse...

Exactamente: desorganizada e desarrumada. É o q eu sou tb. Mas só no meio da minha desorganização é q me entendo e sei onde encontrar as coisas. Até o meu patrão se passava com a minha desarrumação...
Maridos, pelos vistos são iguais. O meu ainda consegue ser melhor dona de casa do q eu. Mas a nível de desorganização estamos a concorrer para o primeiro lugar...no sábado ele virou a casa toda à procura de um fax q tinha recebido há um mês. É q virou mesmo tudo, até q lhe perguntei se não me queria dizer o q estava a procurar. Fui então direitinha à pasta dos documentos arquivados (os q estão!) e não é q estava lá arrumadinho? É q já nos está tão no sangue q nunca vamos ao sítio certo. E qdo passamos horas à procura dos ténis, por exemplo, em baixo da cama, pela sala, quarto, etc, e estavam arrumadinhos no armário dos sapatos E NEM NOS PASSOU PELA CABEÇA!!
Bem...mas sou feliz...muito feliz!

Beijocas
Ana

Mi disse...

Ó minha querida, como te compreendo, LOL!
É que o problema é mesmo aquele que referes no início: nós não queremos passar os dias a arrumar e a limpar a casa, nós queremos é passar os dias numa casa arrumada e limpa por uma qualquer fada discreta :-))
A correspondência perdida por todo o lado, à mistura com talões do supermercado, desenhos das pequenas, papelinhos com números de telefone mas sem nome, para nunca sabermos a quem pertencem... é o retrato fiel desta casa.
Na verdade, acho que dedico muito mais tempo a sonhar com a arrumação do que a arrumar.
Os entendidos na matéria dizem que isto é típico das caranguejas :-))

Rita disse...

Com esta conversa toda só me está a ocorrer encomendar pizza para o jantar...
;P

papu disse...

Pois olha, Rita, ontem foi mesmo pizza que jantámos, pq qd voltámos do parque (o sol já tinha desaparecido e estava um frio de rachar!) não havia nada para comer e estávamos cheios de fome... pronto, as pizzas são a opção mais fácil, não gosto muito de abusar, mas é o q se arranja! (e eles adoram!)

Quanto às caranguejas, tb pertenço ao clube :) (mas ti tb és carangueja? Acho q n sabia... n é o teu homem q é caranguejo? Ou são os dois?)

E para encontrar alguma coisa... é realmente um caos. Eu sou mais o oposto: tenho a certeza de q guardei aquele papel naquela pasta, mas qd vou à procura nunca lá está! Dp dou a volta a tudo e lá o encontro mt dobradinho numa outra pasta... enfim... é um stress!

Rita disse...

Olha filha, eu cá não sou carangueja mas preguiça is my middle name no que toca à lida da casa.

papu disse...

É pá, não resisti a por mais um comment para chegar à dezena! :DDDD (não liguem estou-me a passar!)

Mas olha, Ritita, in my case preguiça is really my firt name (in fact, my only name!!!)

just for cleanning home, of corse!

well... maybe there are a few more things... just little things... like cooking dinner and... do the homework!!!

Ao tempo que já não tinha de fazer trabalhos de casa, carago! E agora é quase todos os dias! Não há pachorra!!!

(realmente, estou-me a passar, hoje tive uma aula de inglês e estou completamente louca com os past tenses e os present tenses e as narratives and reportings and book reviews and so on and so on...

I'M GETTING MAD! BUUU!!!
:D