sábado, novembro 12, 2005

ADORO

ouvir as gargalhadas dos meus filhos ao som das estórias que o pai lhes conta. O pai fá-los rir de forma única, incomparável, como mais ninguém faz. Nem eu. E eu adoro ouvi-los rir, aos três. Podia ficar horas a ouvi-los, a senti-los, a escutar a vibração no ar das vozes, das risadas, dos gritos, dos saltos nas camas, da excitação, dos cantos da boca a doer de tanto rir.

Adoro.

3 comentários:

margusta disse...

Olá Papu...
...cheguei aqui curiosa através da Alex...e gostei do que li...
nada melhor que o riso dos nossos filhotes...
Beijinhos.

manda disse...

não há nada igual.

papu disse...

Olá, margusta. Gostei muito que viesses até cá, volta sempre.

Manda: não há mesmo nada igual :)