sexta-feira, janeiro 20, 2006

O DAVID

já sabe que deve aguardar a minha chegada ou a do pai junto da professora, à saída da escola. Que mesmo que ache que nos viu ao longe deve permanecer no mesmo sítio até chegarmos perto dele. Que deve sempre dizer "bye bye" à professora, para ela saber os pais já chegaram. Que se algum dia eu ou o pai não o pudermos ir buscar, irá alguém que ele conhece buscá-lo. Que nunca, mas nunca, venha com ninguém que ele não conhece. Mesmo que essa pessoa diga que conhece o pai e a mãe. Mesmo que saiba o nosso nome, onde moramos, o nome dele, mesmo que tenha havido um suposto telefonema meu ou do pai para a escola, NUNCA irá alguém que ele não conhece buscá-lo.

Faço-o dizer o nome das pessoas que conhecemos aqui.
Pergunto se ele percebeu o que eu quero dizer.
Ele acena com a cabeça, e depois sai-se com esta:

- Mesmo que essa pessoa tenha uma fotografia tua, não é?
- Uma fotografia?

Fico espantada com a pergunta. Mas logo a lógica dele me esclarece:

- Sim, pode haver pessoas más que andem com máquinas fotográficas escondidas nos casacos para depois tirarem fotografias aos meninos e às mães e aos pais e depois assim já podem dizer que nos conhecem. Mas não conhecem nada!

(Mas onde raio é que ele foi buscar isto?)
- Isso foi a professora que falou convosco, foi?
- Não! Fui eu que pensei aqui na minha cabeça!

(Nem sabia bem o que lhe dizer, tal o meu espanto)
- Sim, filho, tens toda a razão. Mesmo que essa pessoa tenha uma fotografia minha, ou tua, ou do Diogo, ou do pai, se não a conheceres é porque está a enganar-te, e dizes logo à professora. Ou então pedes ajuda! Gritas, esperneias, foges!

(Mais tarde, ainda a pensar nisto, fez-se alguma luz na minha cabeça. O blogue. A internet. As fotografias. Mais uma vez tive a consciência de que corremos sérios riscos ao expormo-nos desta forma, para pessoas que não fazemos a mínima ideia de quem são. E, mais uma vez, foram eles - o meu filho - a darem-me esta lição. Sim, eles ensinam-nos muito, e superam-nos, e estão sempre um passo à nossa frente.

Felizmente que imagens deles já não há aqui. Mas não me posso esquecer que já houve.)

11 comentários:

Paulo Silva disse...

Os nossos filhos são tudo para nós e ainda bem que eles se mantêm informados.E as melhores lições são aquelas que eles nos dão.
Bom fim de semana.

papu disse...

Bom fim de semana também para ti :)

Sonia disse...

As crianças sabem mais na sua doce inocência do que aquilo que pensamos.

Ensinam-nos mto, todos os dias.

Beijinhos e bom fim de semana

papu disse...

Também para ti, Sónia!
Obrigada pela visita. :)

blue note disse...

Já cá tinha vindo e achei deliciosa a forma como escreves e esse amor pelos filhos e a capacidade de partilhar connosco.
Um beijo. Voltarei sempre

carla disse...

Acho que a opção que tomaste há algum tempo de tirar as fotos dos teus pequenotes do blogue foi a melhor.Até porque já todos nós os conhecemos :)
Mas não te preocupes, tem que se ter cuidado,mas as probabilidades de qualquer acontecimento real são remotas! Já em termos de troca de fotos no sub-mundo virtual o perigo é bem maior...
Bem, agora vou lá para cima para a montanha andar de trenó e apanhar sol, que cá em baixo está nebulado.
Bjs.

papu disse...

Florinda: bem vinda e obrigada :)

Carla: que sorte, andar de trenó ao sol!
Eu bem espero pela neve, mas ela não se decide a aparecer por estas bandas! ;)

sm disse...

Tens toda a razão!! Por causa de um texto teu de há uns tempos e um da Alex, falei com a beca sobre esse assunto, a resposta tb. foi surreal, mas já sabe o recado direitinho!!!

:)
Sandra

sm disse...

Às vezes esqueço-me que ela já tem quase 4 anos...

:)
Sandra

papu disse...

O tempo voa, não é, Sandra?
:)

um estranho disse...

Os nossos filhos dão-nos GRANDES lições de vida, não é Papu?