quarta-feira, março 22, 2006

HÁ DIAS ASSIM




em que me sinto muito longe de casa
a quilómetros de saudade

13 comentários:

nascitura disse...

tenhos estas imagens entranhadas em mim, fazem parte do meu corpo, do meu ser. para além de ter nascido no Alentejo, sou também o Alentejo. que orgulho!

Sónia Q. disse...

Um bocadinho de pirraça... Sabes que este fim-de-semana vou passa por Estremoz, vou lá buscar uma querida amiga para irmos a uma almoçarada lá perto. Vou tentar tirar umas fotos. Beijocas

A música é divina, querido Zeca, tanta saudade.

papu disse...

Conheces Estremoz? E tens lá amigos?
Depois mostra-me essas fotos :)

carla disse...

O meu sogro é de Borba, adoro toda aquela zona. Os fins de tarde no Alentejo são únicos, principalmente no verão, até se consegue ouvir o calor! Agora fizeste-me ficar com saudades de uma certa lagoa mágica na estrada entre Elvas e Borba... Bjs.

carla disse...

Olha, só mais um desabafo, pois não aguento mais: hoje estão 3 graus e uma chuva gelada. Estou a chegar ao meu limite, sinto-me a ficar sem forças para continuar a lutar contra este inverno que não tem fim. Bjs.

nascitura disse...

pessoal, então e os cheiros?
os fins de tarde no Alentejo são de facto inigualáveis e os cheiros que transportam também...de repente lembrei-me de quando ficava sentada na borda do tanque de lavar, no monte da minha avó, a sonhar...sempre sonhei tanto...

DiamantesBrutos disse...

Muito, muito bonito!
bjs

papu disse...

Paula: os cheiros, o monte da tua avó... temos mesmo memórias comuns :)))

Carla: um abraço quentinho aí para a Suíça gelada! :)

Olá Diamante! :)

Sónia Q. disse...

Papulinda

Afinal já não vou para aqueles lados lindos, foi adiado por causa do temporal, chiça, que o mau tempo nunca mias vai embora, :-(((

Foi adiado para a semana de 6 de Maio. Tenho pena de não ser já, mas vou lá na mesma.

A pessoa que conheço em Estremoz, é uma grande amiga querida, querida, querida, que ficou viúva há 2 anos.

E já não a vemos há um ano.

(e tenho uma costela Alentejana :-)))
beijocas e boa noite.

Nuno disse...

"Meio-dia. O sol a prumo cai ardente,

Doirando tudo...Ondeiam nos trigais

D’oiro fulvo, de leve...docemente...

As papoilas sangrentas, sensuais...


Andam asas no ar; as raparigas,

Flores desabrochadas em canteiros,

Mostram, por entre o oiro das espigas,

Os perfis delicados e trigueiros...


Tudo é tranqüilo, e casto, e sonhador...

Olhando esta paisagem que é uma tela

De Deus, eu penso então: Onde há pintor,


Onde há artista de saber profundo,

Que possa imaginar coisa mais bela,

Mais delicada e linda neste mundo?!"

O Meu Alentejo - (Florbela Espanca)


"Tenho por ti uma paixão
Tão forte tão acrisolada,
Que até adoro a saudade
Quando por ti é causada"

papu disse...

Não te esqueças das fotografias, então! ;)

Nuno: muito bonito :)

CLS disse...

É fácil ter saudades de uma terra tão bonita! Já visitei e fiquei encantada.
Um beijinho para aquecer o teu coração e espantar a dor da saudade!

Alex disse...

Achas que um dia vais regressar?
Faz parte dos teus planos?
Adorei as fotografias.