sábado, maio 20, 2006

PUQUÊ TU MORRESTE???

Vai fazer este Agosto dois anos que fui operada a uma apendicite aguda. Na altura tive de ficar uma semana internada, pois já estava com uma infecção muito grave.

O pior desses dias foi o facto de estar longe dos meus filhos, principalmente do Diogo, que só tinha 18 meses e, como tal, não entendia bem o que se estava a passar.

Acho engraçado ele nunca mais se ter esquecido disso, e de me falar do facto muitas vezes. Aliás, ele gosta que eu lhe conte "a história".

Hoje, quando estava comigo na casa de banho, viu a minha barriga e imediatamente se lembrou disso. Ora escutem o diálogo:

- Mãe, o que dijes a mim ontem?
- O que te disse ontem, filho? Não sei, o que foi?
- Qui o médico cutou a tua baliga...
- Ah isso! Sim, o médico cortou-me a barriga, a mãe já te contou...
- Puquê?
- Porque teve de ser, a mãe estava doente...
- E tu chulaste?
- Não filho, a mãe estava a dormir, não sentiu nada...
- E puquê ele teve de cutál a tua baliga?
- Porque a mãe estava doente...
- Mas cando ê fui ó hopitál eli não cutou a minha baliga!
- Claro que não, querido, tu não estavas doente como a mãe, a mãe estava muito doente!
...
- Ainda te lembras disso, querido?
- Xim...
- Lembras-te de a mãe estar no hospital?
- Xim...
- E depois tu ficaste com a avó e o avô e o pai... lembras-te?
- Puquê tu morreste?

Ahahahahah

3 comentários:

Alex disse...

Eles têm uma memória incrivel Papu.

Olá :))

Alex disse...

Deixa como está!
Acabou

Mónica disse...

ahhh que bom morrer assim!