segunda-feira, março 19, 2007

«Posso ajudar-te, mamã? Os meus amigos todos ajudam as mães deles em casa...»
«A fazer o jantar?»
«Acho que sim...»
«Podes ajudar a pôr e a levantar a mesa, mas a fazer a comida ainda és muito pequeno...»
«Posso fazer isso?»
«É melhor não, filho, isto é óleo a ferver e pode ser perigoso.»
...
«Traz à mãe tudo o que está em cima da mesa!»
«Oooohhh»
«Então, não querias ajudar? Isto é que é ajudar, David.»
«Está bem, está bem,» diz ele, enquanto poisa em cima da bancada duas tijelas e o comando da televisão.
«David?!»
«Então? Não disseste para eu trazer TUDO o que estava em cima da mesa???»
Olho para ele. Um sorriso a crescer-lhe na cara. Desatamos a rir.
Lembro-me tão bem. Era assim a coisa mais engraçada do mundo, uma excitação enorme por estar a fazer uma coisa muito, mas mesmo muito engraçada.
A minha mãe pedia-me uma colher, e eu levava-lhe um copo. Ou um prato, e eu aparecia com um garfo. E assim por diante, nunca, mas nunca me cansava.
E as gargalhadas levavam-me às lágrimas. Lembras-te?

4 comentários:

buzá disse...

Oh! se lembro...E ainda bem que tu também te lembras pois é tão bom recordar...E quando começávamos a cantar:...aqui põe a galinha o ovo... e acabávamos sempre na risota por causa dos gestos e tudo era uma graça...Isto na 6ª feira à noite que se podia ir mais tarde para a cama. Até que o sono te vencia e deixavas-te dormir com a cabeçita no meu colo e eu a puxar, delicadamente..., o teu cabelo para trás da orelha, como tu tanto gostavas...Que bom!!!

buzá disse...

Oh! se lembro...E ainda bem que tu também te lembras pois é tão bom recordar...E quando começávamos a cantar:...aqui põe a galinha o ovo... e acabávamos sempre na risota por causa dos gestos e tudo era uma graça...Isto na 6ª feira à noite que se podia ir mais tarde para a cama. Até que o sono te vencia e deixavas-te dormir com a cabeçita no meu colo e eu a puxar, delicadamente..., o teu cabelo para trás da orelha, como tu tanto gostavas...Que bom!!!

Alex disse...

Também me lembro dessas trocas :))))


Beijinhos

Maria disse...

Eu lembro-me de a minha mãe me pedir uma colher e eu trazer uma conha da sopa.
Depois dizia: ''tu pediste uma colher, e eu trouxe uma colher!''
:)