terça-feira, outubro 09, 2007

Fora de prazo

Embirro com legumes embalados. Embirro com o plástico.
Mas será que já não se podem comprar molhos de agriões, de espinafres, de alfaces, de cenouras, ainda a cheirar a terra e com bocados de lama a sujar as folhas, e lesmas peganhentas a passearem-se por elas?
Qualquer dia são peças de museu.
Sim, lesmas, e caracóis, e minhocas. Essas são as melhores. Porque, se não tiverem bichos a passearem-se por cima, quer dizer que levaram com uma dose de químicos pouco recomendável.

Esta coisa de embalar tudo e mais alguma coisa é um comportamento compulsivo.
Qualquer dia vão vender folhas de alface encerradas hermeticamente, fechadas a vácuo.
E bagos de uva. E gomos de laranja.
Ervilhas (ui!)

E os prazos de validade?
Dá vontade de rir!
Eu entendo que o leite, a manteiga, os iogurtes, os produtos enlatados, os congelados, tenham prazo de validade. Mas as cenouras? E as batatas? E o milho? E a couve-flor?
A alface? Os agriões? Os espinafres?

Ó senhores, os legumes não precisam de prazo de validade! A gente olha para eles e vê logo se estão comestíveis ou não! Aliás, para estar fora de prazo, um legume, precisa, no mínimo, de estar podre, cheio de bolor, a cheirar mal.

Acho que há pessoas, ou melhor, certas ideias, certas manias, certas atitudes, que já passaram de prazo há muito tempo. O pior é que são essas que imperam.

2 comentários:

Kate disse...

Como se costuma dizer: não morre da doença, morre da cura.

Anónimo disse...

Helo ! Forex - Outwork чашкой кофе получают удовлетворение от работы получать доход , достаточно зарегистрироваться forex [url=http://foxfox.ifxworld.com/]forex[/url]