sexta-feira, abril 20, 2007

Os números, o meu filho e eu

Lembro-me de, na minha primária remota, os números e as contas serem a minha dor de cabeça diária. Nunca soube a tabuada de cor, e atrapalhava-me sempre nas divisões.

É por isso que acho graça a esta inclinação do David para a matemática. As vezes (poucas) em que ele me pede ajuda e eu lhe explico algumas coisas, dou por mim a compreender (só agora) coisas que naquela altura nunca compreendi.

Hoje o rapaz pediu-me umas contas para fazer. Passou a manhã a jogar na x-box, e à tarde pediu-me contas! Não fez muitas, mas gosta mesmo daquilo. Faz por gosto. É isso que acho extraordinário.

3 comentários:

kate disse...

Ele é cá dos meus...

Sempre me lembro de me divertir com tudo o que tivesse a ver com números. Há malucos para tudo...

kella disse...

Engraçado...também cá em casa é assim; nunca tive queda e a falta de jeito transformou-se em terror. O Matt pelo contrário adora as contas.E o tempo por aí? Está melhor?

papu disse...

Ahhhh! agora já vos passo responder! :)

estive dois dias sem poder abrir a porcaria das janelas dos comments...

Uma beijoca, Kate. Kella, o tempo, o tempo... é outro maluco ;) tem estado tempo de primavera, assim com pouco frio (não me atrevo a chamar-lhe ainda de calor) e hoje tivémos chuvinha de primavera.