sábado, abril 11, 2009

Coisas esquisitas

Já descobri o que é que me desconcerta às vezes nesta gente. Nós quando estamos em conversa animada assim com um ou dois amigos e se chega mais alguém, o que é que fazemos? Cumprimentamos o recém-chegado e continuamos a conversa sem um segundo olhar até acabar o que tínhamos para dizer? Claro que não, que disparate! Paramos imediatamente o que estávamos a dizer e toda a gente se vira para a pessoa que acabou de chegar, não é? E às vezes até a bombardeamos de todos os lados: «Então, pá, como é que vai isso? O que é que tens feito? Há que tempos que não te vejo! Está tudo bem? E a mulher, e o marido, e os miúdos, ou os pais, ou o cão ou o gato? Etc, etc, etc» É ou não é? Tanto que às vezes depois a conversa, a tal que estávamos a ter antes de a dita pessoa chegar, perde-se e nunca mais nos lembramos de reatá-la.
Pois é, pá, mas os gajos aqui fazem precisamente o oposto. Tu chegas, toda a gente te cumprimenta mas apenas com um gesto ou um olhar rápido, que tu até ficas a achar que interrompeste o presidente da república no seu discuro, para logo desviarem o olhar, focando-o de novo em quem estava a falar. E quem estava a falar termina o que tem a dizer, ainda que demore três ou treze minutos. E só depois é que de novo se viram para ti e te perguntam como estás, se está tudo bem, etc, etc.
Enfim, coisas. Esquisitas.

1 comentário:

Kakia disse...

É engraçado a diferença cultural que existe entre países, por aqui aprendo muito ;)