quinta-feira, abril 26, 2007

Histórias

Ontem contei a "história" do 25 de Abril aos meus filhos. Isto é, expliquei-lhes, assim numa linguagem acessível para eles, o que aconteceu naquele dia e porquê. E o que acontecia antes.

Queria ter feito mais. Queria ter descido com eles a Av. da Liberdade abaixo, rodeados de gente e de cravos vermelhos, de sol e de balões, e de bocas a gritar "25 de Abril sempre!" e "fascismo nunca mais!"

Queria que eles vissem e ouvissem, sentissem, a raiva na voz, a alma da voz, as palavras ditas, as palavras gritadas. Com fúria. Queria que olhassem as caras das pessoas, os olhos, as expressões, os gestos.

As pessoas que gritam nas manifestações essas palavras, aquelas mais velhas, as que sabem o que foi, as que viveram, as que sentiram na pele os tempos da ditadura. É preciso ouvi-las, a elas, é preciso vê-las e ouvi-las a gritar "fascismo nunca mais!"

São precisas também histórias, histórias da liberdade, histórias da ditadura. Muitas histórias. Tantas quantas as pessoas que morreram, que foram torturadas, que sobreviveram à tortura e à prisão.

A essas e às outras, as que, como eu, não viveram, não se lembram desses tempos. As que apenas sabem porque ouviram. Não sentiram, mas reconstruíram a memória através da memória colectiva. Sim, é possível sentir através do sentir de outra pessoa. É possível ouvir o eco daquilo que não se ouviu realmente. Podemos saber sem ter visto, podemos olhar com os olhos de quem viu. Sentir com os braços de quem viveu. Conhecer com a memória de quem sofreu.

Isto tudo pensava eu, enquanto lhes contava. E sim, um dia ainda os hei-de levar à Manif.

E queria ter mudado a porra da música, mas não consigo! ;)

4 comentários:

edelweiss disse...

Tens música? Eu não oiço música nenhuma... sou só eu?

papu disse...

Tenho música, tenho. Para a ouvires tens de ter um programa apropriado, tipo windows media player ou outro :)

Neste momento canta o Caetano, Língua :) já há não sei quanto tempo

edelweiss disse...

Mas eu costumava ouvir a tua música, agora é que não consigo. Vou investigar!

Alex disse...

Psiuuuuuuuu
bom fim de semana:)



Também conversámos cá em casa sobre o 25 de Abril ontém.
Beijo Papu