domingo, fevereiro 10, 2008

Feitios

Ontem fomos a casa de uns amigos, que nem eu nem eles conhecíamos.
Nos primeiros minutos, tinha o Diogo colado a mim, e o David com cara emburrada, a repetir, sem cessar, que queria ir para casa.
Passado pouco tempo desapareceram para o quarto da criança da casa e já nem se ouviam.
São sempre assim, e o mais engraçado é que nisto são iguais.

E vou confessar-vos: eu sou igualzinha a eles. Quando chego a um sítio onde não conheço ninguém sinto sempre um mal-estar irresistível. A única diferença é que, com os anos, já aprendi a comportar-me e, de certo modo, a controlar essa ansiedade.

1 comentário:

Nostálgica disse...

Também sinto tantas vezes isso.... Mas ainda não consegui arranjar nenhuma defesa.

beijinho